ACESSE NOSSO DISCORD
Dream Animes [OFICIAL]Entrar
143 online

rate_review Últimas Resenhas

forum Últimas do Fórum

lock [Evento] [Evento] História

Publicado: | Editado:

Evil

Rank:
Fundador / Programador

Nível: 255
Pontos: 71

Objetivo
Criar uma história.

Prêmios:
1° Lugar - Titulo especial: "O Escritor" OU "O Contador de Histórias" e 1 titulo do site mais 100 pontos.
2° Lugar - 1 titulo do site e 70 pontos.
3° Lugar - 50 pontos.

Regras:
- Plágio é BAN.
- Uma História por Usuário.
- Minimo de 5 linhas.
- Limite de 40 linhas.
- Minimo de erros de português possível.
- Após postar a história é proibido editar a postagem, quem editar será desclassificado.
- Os vencedores serão decididos através de uma votação publica que vai ocorrer no domingo dia 18.
- Botar a história dentro de um spoiler( [spoiler ]Sua história aqui[/spoiler] sem os espaços entre o R e o ])

Fim do Evento:
Domingo dia 18/12.

O Prêmio só será dado dia 19 após a votação.
Pra participar é só postar a história nesse tópico.
Publicado: | Editado:

Marmon

O Imortal

Rank:
Sergent Grade 2

Nível: 26
Pontos: 830

O Cão

warning isso pode conter spoiler, clique aqui para abrir.
Baseado em fatos reais

Existia dois amigos, ambos muito próximos, Nin e Ja, Nin foi dormir na casa do Ja, depois de muito tempo se divertindo, eles percebem que já são 23:00 e decidem ir dormir, mas não havia espaço para os dois na cama, Ja então decidi ir dormir com sua mãe e deixa o Nin dormindo em seu quarto, após algumas horas Nin se sente incomodado e acaba acordando, ele vê dois homens, com medo ele fecha o olho e se cobre, depois de um tempo, se sentindo incomodado novamente, ele decide ir para sala e ligar a TV, porém o que ele não esperava era ouvir o portão de fora se abrindo, ele vai até a janela e vê que uma moto saiu e a cachorra de seu amigo foi atrás, a mãe de Ja acorda e pergunta o que tinha acontecido, Nin responde que a cachorra saiu, a mãe de Ja abre a janela e vê que a cachorra está deitada dormindo, Nin envergonhado fica em silencio e volta para o quarto, não conseguindo dormir Nin vai até o quarto da mãe de Ja, que estava muito escuro, ele senta do lado da cama e percebe que esta encostado em uma prancha, após alguns minutos tentando dormir ele sente uma respiração em seu braço, ele se assusta e começa a tremer, mas ai ele sente uma lambida em seu braço, ele decide encostar naquilo que estava a sua frente, ele ergue o braço e começa a mexer na criatura, após um tempo ele deduz que era a cachorra de seu amigo, aliviado ele bate na prancha fazendo com que a mãe de Ja e Ja acordasse, a mãe de Ja acende a luz e pergunta para Nin o que ele estava fazendo ali, sem saber o que dizer ele responde que a cachorra estava dentro de casa, ela procura pela casa e não acha nada, vai até a janela, abre e vê que a cachorra ainda esta dormindo la fora, a mãe de Ja vê que Nin está perturbado e o deixa dormir em sua cama, então os três vão dormir junto, Nin com tudo o que aconteceu na cabeça não conseguia dormir, depois de alguns minutos ele sente que algo esta na cama o encarando, ele abre o olho e não vê nada, não sente mais nada e então adormece em um longo e profundo sono.


editei os erros ortográficos, ainda não tinha a regra da edição, vim ler agora '-' 2:37
Publicado: | Editado:

frangoaalbino

Dreamer

Rank:
Sergent Grade 2

Nível: 27
Pontos: 514

warning isso pode conter spoiler, clique aqui para abrir.
um dia uma mulher liga para o detetive ErichHiro falando que seu filho Alan e seu amigo foram acampar e não voltaram e ele estava com seu amigo Rafel e então pesquisando sobre o caso os detetives descobrem no lugar onde eles foram acampar vivia um assassino chamado Richard Chase então eles vão investigar e descobrem que eles foram acampar perto de um pântano um pouco distante da cidade la eles encontram uma cabana bem velha entrando la encontram algumas armas então eles ouvem passos eles se escondem então Álvaro por estudar muita historia descobre logo que o homem que eles estão vendo é Richard Chase um assassino famoso então Álvaro e ErichHiro escapam sem serem vistos os dois detetives correm para uma escola que encontram no pântano eles entram la e acham Alan e Rafael muito machucados eles os tiram de la e quando estão saindo encontram o assassino então ErichHiro desmaia o assassino e com isso eles conseguem escapar e prenderem o homem


Aviso ao @Evil , eu (@LeonardoSG) editei o poste pra colocar a história dele dentro da tag spoiler que ele esqueceu!
Publicado:

usuario_404*

Rank:
Recruit

Nível: 0
Pontos: 0

warning isso pode conter spoiler, clique aqui para abrir.
Sai da academia pos treino o que voçe acha que vo mandar? Whey protein ou uma criatina?
ai viado fiz melhor coisa fui pro mac donalds, cheguei la no mec donalds obvio mandei a bronca do SHARCÃO fui la cheguei na mulher gritei SHARCÃO ela olhou pra min e falou SHARK eu olhei pra ela falei SHARCÃO caralho a mulher olhou pra min e começo tacar hamburgue fui pegando com a boca do SHARCÃO o hamburgue,hamburgue,hamburgue tranquilo aew do nada eu olho pra ela de novo e falo SHARCÃO caralho aew ela ja se ligo e o cara do lado tambem aew o cara que tava do lado dela falo refrigerante começo taca refrigerante pra min mais so o liquido aew ele taco refrigerante no copo plastico viado pro SHARCÃO um copo com tubarao aew voçe pensa caralho viado que porra é essa o mar ta tudo infectado de plastico tem golfinho morrendo com bico na porra do suco de maça e voçe fica loco viado aew eu olhei pra ele e falei SHARCÃO viado aew começei a ouvir um barulho de gota viado caindo no chao viado aew olhei pro short dele o maluco tinha se mijado viado aew eu olhei pra ele e apontei quando ele foi embora aew fui.
Publicado: | Editado:

Nromar

Demônio Branco

Rank:
Sergent

Nível: 21
Pontos: 29

DESCLASSIFICADO. TENTEI, AHSUASHUAU.
Publicado: | Editado:

Masker

Dark Angel

Rank:
Corporal

Nível: 13
Pontos: 196

Desisto -_- huehue faz um evento de cs:go evil muahahahahahaha
Publicado: | Editado:

Lorde

The Man of a Thousand News

Rank:
Membro de Honra

Nível: 38
Pontos: 2462

essa história não está válida para o evento justamente pelo motivo de estar grande demais.
mas, porém, contudo, todavia, entretanto, no entanto, não obstante,
resolvi compartilhar ela com vocês, foi algo que eu criei no halloween para o meu colégio.
( foi minha primeira história )
LEIAM, TÁ MUITO BOM! e tem partes engraçadas xD


warning isso pode conter spoiler, clique aqui para abrir.
[size=6]Uma alvorada sobre o fim de um crepúsculo[/size]

SINOPSE

A noite estava fria, e a floresta em volta estava praticamente coberta por uma densa névoa. O garoto corria, com o braço machucado, em direção ao que ele achava ser a saída daquele lugar. Tudo o que ele queria era achar a estrada...
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Em uma noite fria, um estudante exemplar, comunicativo e simpático, foi fazer um passeio pela floresta, que não muito longe da sua escola, ele acaba se perdendo. Enquanto caminhava, ele escuta um rugido e se desespera, fazendo com que ele corresse. Enquanto corria sem saber do que estava fugindo, ele faz uma ligação para a emergência. Pouco tempo depois, ele é encontrado morto na floresta pela polícia local, próximo a uma escola intitulada de “ Colégio Delavega ”.
O Colégio Delavega , ou DLVG , era o Colégio de Ensino Médio da cidade. Praticamente todos os jovens que saiam do Colégio de Ensino Fundamental Delavega iam para lá, e como a cidade tinha uma quantidade boa de habitantes, as duas escolas sempre estavam cheias. O colégio era bem grande, com um campo de lacrosse na parte de trás e várias árvores na parte da frente, para os estudantes sentarem sob a sombra das folhas e, em alguns casos, estudarem. O colégio era dirigido por Eduardo Delavega , que não chegava a ser um diretor ruim.
O refeitório estava cheio de murmúrios ao invés de gritos casuais, todos eles conversando sobre a mesma coisa. A morte do garoto. Algumas garotas falavam o quanto estavam com medo daquilo, e praticamente nenhum garoto se atrevia a brincar sobre esse fato. Até eles estavam com medo, embora não admitissem. Em seguida, 4 alunos se reúnem em uma mesa no refeitório e conversam entre si.
- Um assassinato aqui parece tão... surreal. – Disse Cláudia.

- Mas nós nem sabemos se foi assassinato. – retrucou Tony – pode ter sido um acidente.

- Ouvi dizer que ele estava parcialmente comido. – disse Samara.

- Como você sabe disso se acabamos de sair da sala? – perguntou Tony.

- Quando eu estava passeando pelo corredor ouvi os jogadores de lacrosse falarem algo sobre isso. – disse Samara.

- Não pode ser! Nem temos animais selvagens nessa área! – retrucou Alan .

- Talvez seja uma criatura medonha, cheia de dentes afiados e pronto para comer colegiais. – brincou Tony , e Cláudia joga uma uva no rosto dele. – Que foi? Foi só uma brincadeira.

- Claro que não pode ser isso. É ilógico. – Cláudia tentava não demonstrar o medo que também era compartilhado por Samara.

Enquanto discutiam, eles decidem ir ao local da morte no dia seguinte.
Horas depois, eles partem para averiguar o local da possível morte, numa noite de lua sangrenta. Mal eles sabiam que por lá estava um monstro terrível, que alguns moradores da cidade diziam ser uma criatura horripilante.
Logo assim que chegam, a floresta estava com uma névoa muito densa, os fazendo duvidar se entrariam na floresta ou não, mas a curiosidade deles falava mais alto. Após alguns minutos dentro da floresta, os estudantes escutam um urro bem alto, e ao mesmo tempo, um barulho de galhos se quebrando e de alguma coisa correndo em direção a eles. Assim que os barulhos se cessam, os estudantes, um pouco mais aliviados, acharam que não era nada. Até que escutam o som da alta respiração do predador. Os estudantes rapidamente se assustaram e correram desesperadamente pela floresta. Enquanto corriam, a polícia local os encontra e começam a fazer uma série de perguntas aos estudantes...

- Por que vocês estão tão ofegantes? O quê aconteceu? - perguntou o Policial.

- T..T..Tem alguma coisa atrás de nós! P-Por favor nos ajude! - diz Samara , bastante assustada e extremamente ofegante. Os outros estudantes também diziam coisas que não tinham sentido para o Policial.

- Ah!! Vocês estão falando do lobo selvagem que a guarda estadual apreendeu alguns dias atrás? Não era nada demais. Vamos, vamos, vocês parecem estar cansados dos estudos. – retrucou o Policial.

- N-NÃO! Aquilo era um monstro! - disse Cláudia.

- Parem de brincadeira, esta floresta não é mais uma zona de risco. E aliás, o quê vocês estão fazendo aqui a essa hora da noite? - perguntou o Policial.

- Não temos tempo para isso! Por favor, vamos embora! - retrucou Samara .

- Vocês realmente parecem estar desesperados. Vou dar uma olhada nessa palhaçada, fiquem aqui e NÃO saiam! Senão vou ter de levá-los à delegacia. – disse o Policial com um tom autoritário . Os estudantes ficaram quietos.

- Tudo bem, deixe eu dar uma olhada nessa história... – disse o Policial.

Depois de o policial ter se afastado dos estudantes, com sua lanterna e sua arma em mãos, ele se aproximava lentamente do predador.

- Pelo visto tudo oquê aqueles medrosos disseram foi tudo uma grande farsa. – diz a sí mesmo com um tom nervoso.

Mais aliviado, ele se vira tranquilamente e acaba se deparando com o monstro que nem deu tempo de deixar o policial sacar sua arma, e corta sua cabeça fora com as suas grandes garras. A cabeça do policial rola pelo chão gramado, com o sangue ainda quente, ele pisca seus olhos. Esse foi seu último sinal de vida.

- O policial está demorando demais. - disse Alan.

- Realmente ele está demorando, será que aconteceu algo com ele? Avisamos que tinha um monstro na floresta. – disse Samara.

- O único monstro está dentro das minhas calças. – brinca Tony em um tom irônico.

- Pare com essas brincadeiras, idiota. Não é hora para piadas. – disse Cláudia.

- Acho melhor irmos procurar o policial, que tal nos dividirmos? – disse Alan.

- Também acho, vamos lá Alan. – disse Cláudia com uma aura de coragem.

- M-Mas eu... só dei a ide... – reclama Alan.

- Ahh! O que foi? Não me diga que está com medo? – debocha Cláudia.

- Tá.. tá.. Senta lá Cláudia, eu vou na frente. – retruca Alan , tentando demonstrar que não estava com medo.

- Então vai lá, valentão. – Cláudia debocha mais uma vez.

Os dois se separam e partem em busca do policial, enquanto Tony e Samara ficam a sós.

Algum tempo depois...

- Onde ele está? Será que foi embora e nos deixou sozinhos? – disse Alan.

- Isso não faz sentido. Por que ele diria para nós ficarmos parados lá se ele iria embora? – retruca Cláudia.

- É mesmo, não pensei direito. – disse Alan.

Enquanto Tony e Samara estão a sós na floresta...

- Minha barriga está doendo de tanto correr, acho que tomei muita água hoje. – disse Samara.

- Só de pensar que 70% disso é água… Me dá uma sede. – brinca Tony mais uma vez.

- Credo! Você é muito nojento – disse Samara.

- Samara... ainda não percebeu que você é o ovo que faltava na minha marmita?

Samara fica calada frente às bobagens que saiam da boca de Tony.

Alan e Cláudia estão prestes a encontrar o policial...

Na caminhada eles encontram a lanterna do policial, suja com uma substância vermelha, oquê parecia ser sangue.

- M-Mas o que aconteceu aqui!? Onde está o policial? – disse Alan , com o rosto demonstrando medo.

- Vamos embora Alan, AGORA!! – grita Cláudia, assustada.

Alan se vira para Cláudia. E antes de dizer quaisquer palavras ou mexer quaisquer músculos, o monstro rapidamente desce da árvore de onde estava os observando e enfia suas garras sobre as entranhas do corpo de Alan, arrancando-o seus órgãos internos.
Cláudia com medo, fica paralisada ao ver a aparência do mal que corria atrás deles, era uma criatura completamente deformada, com grandes garras, dentes gigantes e 2 chifres em sua cabeça, oquê parecia ser um tipo estranho de lobisomem. Cláudia ofegante...

- S-S-SOCORRO!! – grita Cláudia , procurando por ajuda.

Cláudia subitamente começa a correr. Desesperada no caminho de volta ela tropeça em um galho e bate de cabeça em uma pedra, fazendo-a perder a consciência e dando chance para o monstro fazer oquê bem entender com ela.

Voltando à Tony e Samara...

- Ei, Tony... – disse Samara.

- O que foi Samara? Agora você quer falar comigo? – disse Tony.

- Eles ainda não voltaram.. a Cláudia e o Alan. – disse Samara.

- (suspira) Tá bom, então vá procurá-los sua mal agradecida. – disse Tony.

- Você não precisa ser tão idiota, babaca. – grita Samara , nervosa com a atitude de Tony.

Samara se distancia de Tony...

- Onde será que eles estão? CLÁUDIA!! ALAN!! CADÊ VOCÊS??? – grita Samara à procura dos seus amigos.

Enquanto Samara procurava por seus amigos, ela acha a arma do policial. E, ao mesmo tempo, se pergunta de como ela foi parar ali e de como usá-la, caso fosse necessário.
Foi neste momento que ela ouviu novamente a respiração do possível monstro. Ela aterrorizada, sacou a arma para todos os lados, tentando descobrir de onde estavam vindo os sons. O monstro dá um urro a ponto de fazer a Samara cair no chão de medo. Ele sai das sombras e aparece diante de Samara. Ela saca sua arma em direção ao monstro e tenta atirar, mas assim que ela deu seu primeiro tiro, o monstro já estava praticamente arrancando seu pescoço com seus enormes dentes, resultando na morte súbita de Samara.
Tony escuta o som do tiro e imediatamente corre atrás de Samara, ele a vê deitada no chão e, em cima dela, o monstro. Estava devorando todas as suas entranhas sem qualquer hesitação, com uma arma em suas mãos.
O monstro escutou o som ofegante que Tony fez quando viu sua amiga sendo devorada, oquê fez com o monstro começasse a correr atrás dele.

- DROGA! DROGA! DROGA! DROGA! – grita Tony, com muito medo.

Os galhos atrás dele se quebram, mais perto do que ele imaginava, e por azar do destino, o garoto cai no chão, piorando a situação do seu braço. Com um esforço para levantar, o garoto nem ao mesmo consegue gritar quando seu predador chega, pegando-o e cravando as unhas em seu pescoço para rasgar... Não muito longe dali, a placa indicando a entrada de Delavega está iluminada, e os habitantes da cidade dormem alheios dos acontecimentos.

POSSÍVEL APARÊNCIA DO MONSTRO




Publicado: | Editado:

OtakuAPOSENTADO

Rank:
Warrant Officer Grade 3

Nível: 60
Pontos: 6313

Publicado:

Delidor

Dark Angel

Rank:
Corporal

Nível: 17
Pontos: 397

eu não sei se fico bom mas eu queria posta rápido porque
essa e a minha primeira postagen eu espero que vcs gostem

o deus que queria voltar a ser humano
warning isso pode conter spoiler, clique aqui para abrir.

um garoto com o nome de Naoto que estava passando pela vida apos a morte,
por um engano ele renasceu como um deus em um mundo totalmente diferente do seu,
ele foi tratado como um mostro por que não controlava ceus poderes divinos ate
que ele finalmente tinha se acostumado com os seu poderes ele percedeu que uma vila estava
sendo atacada por dois mostro de alto nível quando Naoto entrou na vila ele viu uma menina
chamada anna sendo atacada por um desses monstros e foi direto salvar ela eos outros
moradores da vila depois diso as pessoas da vila o agradeceram com comida e moradia,
tempo depois ele percebeu que anna avia se apaixono por ele e ele já estava por ela porem
os deuses descobriram que um deus tinha nasido no mundo de asarguard eque estava tendo um
um certo garoto com o nome de naoto que estava passando pela vida apos a morte,
por um certo engano ele renasceu como um deus em um mundo totalmente diferente do seu,
ele foi tratado como um mostro por que não controlava ceus poderes divinos ate
que ele finalmente tinha se acostumado com os seu poderes ele percedeu que uma vila estava
sendo atacada por dois mostro de alto nível quando Naoto entrou na vila ele viu uma menina
chamada anna sendo atacada por um desses monstros e foi direto salvar ela eos outros
moradores da vila depois disso as pessoas da vila o agradeceram com comida e moradia,
tempo depois ele percebeu que anna avia se apaixono por ele e ele já estava por ela porem
os deuses descobriram que um deus tinha nasido no mundo de asargard eque estava tendo um
relacionamento com uma humana como e proibido relacionamento entre um deus e uma humana
pois se um deus e uma humana tiverem filhos eles iran nascer com semi deuses que não tem vidas
passadas por isso que os deuses proibiram isso desequilibra o distingo daqueles que vão renasce en
outros mundos, trés deuses foram enviados para levar ele para a terra sagrada que e onde os
deuses vivem, os deuses elam Thor loki e agir ele resistiu mas não foi forte o bastante ele foi
preso em uma jaula ate chegar ao norte da terra dos deuses mas antes de chegar ele contou
sua historia aos tres deuses e apenas loki pensou em uma solução faseando ele volutar a ser
humano mas para isso ele precisava da permissão de Odin porem Odin não permitiu e como
loki não estava gostando da situação de Naoto que foi condenado a morte por ter feitor amor
com uma humana,loki foi ate o a prisão nortica para falar com Naoto,depois disso Naoto pede a
loki para o ajudar a fugir loki pensa que e imposivel mas mesmo assin loki o ajuda a fugir
traindo asgard, Odin manda Thor atras deles porem Thor os deixar fugir ate os
deuses do renacimento próximo ao leste da terra dos deuses para transformarão em humano
novamente inferismente eles se encontram com byakko um dos quatro deuses celestiais derrotarão eles,
byakko perguntou a loki, por que traiu seu pai Naoto responde foi para min salvar
loki dis eu apenas não gostava da situacao de Naoto byakko pergunta sobre sua historia
e depois de ouvir byakko decide ajudar e com a ajuda de byakko eles chegam a terra do renacimento
em 6 horas byakko pede a zusako para convencer seiryu a ajudar Naoto a renaser como
humano para poder voltar a viver com anna, seiryu decide ajubar e com a ajuda de seiryu
que foi ao olimpo comvenceu Zeus a ajudar Naoto ,Zeus convencer
Odin a perdoa loki, e com isso Naoto volta a viver com anna como humano
Publicado:

Zecks

O Contador de Histórias

Rank:
Sergent Grade 2

Nível: 28
Pontos: 831

Ok Ok, eu também entrei na brincadeira..

Leia que tá fera
(Do mesmo Escritor, Idealizador, e bolador de: Demons e Dream Animes Warrior)

warning isso pode conter spoiler, clique aqui para abrir.
SINOPSE
No Ano de 2057 uma poderosa maquina portátil foi inventada
Timing: Uma espécie de relógio capaz de modificar o tempo e espaço
Nessa LN iremos acompanhar o Viajante Dimensional " Zekith(NOTA: Não é uma referencia ao escritor)
Tentando sobreviver em uma dimensão completamente diferente do mundo que conhecia.


warning isso pode conter spoiler, clique aqui para abrir.

Oque diabos é esse lugar?
_____Timing_____
Meu nome é Zekith, sou um ex-soldado de um certo pais...
No começo de 2057 fui chamado para testar uma arma que poderia revolucionar o mundo
A Ideia era voltarmos no tempo para podermos reparar problemas Políticos, Ambientais, entre outros
Tudo estava para dar certo, Porém, no ultimo teste um erro me trouce a esse lugar
"Era isso que você tinha para me contar monstro?"- Fala um negociante de criaturas
"Bem acho que só, Poderia me soltar?, E Qual o seu nome?"
"Meu nome é Ogth'lengthur aberração, E Tenta ter um preço alto, ok?."- Exclama aquele ser que parecia mais um inseto
Algumas horas se passaram "Parece que temos oxigênio neste lugar"
Ouço pessoas lá fora, Vou tentar usar o tradutor do meu capacete novamente..
"Latim?, Eles estão falando latim!!?"
Não consigo discernir o assunto da conversa..
A porta se abre, Vejo uma bela mulher(porém tendo a cor de pele verde), atrás daquela barata
"Parece que achamos um comprador, Soldado" Exclama Ogth'lengthur com um sorriso no rosto
Fui transportado numa gaiola para a casa dama, Um grande palácio colorido. O céu estava roxo..
Subitamente sinto sono, Acabo desmaiando de cansaço..
Ao Acordar a mulher de antes aparece na frente da gaiola que estava trancado
"Quem é você?" Pergunto usando o editor para falar na língua local
"Meu nome é Dystopia" Fala a bela dama verde
"Porque me capturou?" Pergunto com um ar de preocupação
"Estava passando pelo mercado de Ogth e acabei me interessando por você"
"é incomum ver seres diferentes capazes de pensar" Exclama Dystopia
Dystopia sai da sala em silencio.
Ao olhar para a tranca da gaiola, noto que a Jaula estava aberta..
Saio da sala escura onde estava, entro num corredor com vários espelhos
"Toque no espelho a sua direita"- Fala uma voz suave na qual imagino ser a de Dystopia
Ao encostar os dedos no espelho, ele começou a brilhar
"Dystopia, Oque é isso" Exclamo com um ar de preocupação gritando como se não houvesse amanhã
"É um portal, fale que quer voltar para casa e, te leva-rá para onde você chama de casa"
Já não tenho mais casa, foi destruída na guerra, penso num plano rápido
"me leve para a porta desse palácio"-falo de uma maneira que Dystopia não consiga ouvir
Vou ficar aqui por mais um tempo, Decido enquanto toco a campainha
"Dystopia"-Falo para a dama, na qual fica chocada ao abrir a porta
Alguns meses depois__
Dystopia me aceitou como cervo, Porém com o tempo ela cultivou algo que se parece uma paixão, não entendo muito de sentimentos
Ainda imagino se é possível voltar.... O Corredor começa a brilhar novamente
"Que desgraça é essa?"- Falo de maneira furiosa. "Foi bom te conhecer" Ouço uma voz doce falando
Acordo num deserto, já em um mundo diferente
"Dystopia, eu vou voltar"



warning isso pode conter spoiler, clique aqui para abrir.

Não consigo imaginar Zekith sem pensar nas armaduras de Halo..



é isso, Leia que tá bem Nasgar(Organizado e sério)
Mas sempre com uma pitada de Evil(leia pra entender)

Tópico Fechado
 
Termos de Uso - DMCA Notification - Regras do Site
© 2018 Dream Animes - Carregado em: 0.038509130477905